Prefeitura de SP anuncia parceria com laboratórios para doação de remédios

  • Por Jovem Pan
  • 09/02/2017 07h47
Remédios

Prefeitura fecha acordo com indústria farmacêutica para doação de remédios que estão em falta na rede municipal de saúde por um período de dois meses.

Doze laboratórios vão fazer parte da parceria e serão oferecidos 165 tipos de medicamentos que estão em falta nas unidades básicas de saúde.

Serão disponibilizadas 381 milhões de doses de remédios de atenção básica para controle de pressão, diabetes, anti-inflamatórios e analgésicos.

Segundo a Prefeitura, o acordo foi feito de forma emergencial e os produtos deverão ter validade superior a seis meses.

A ação foi articulada em conjunto com o governo do Estado, que isentou o ICMS dos medicamentos que serão doados.

O prefeito João Doria disse que a distribuição dos remédios será feita em quatro lotes e estarão disponíveis até o próximo dia 20.

Ao fim dos próximos três meses devem começar a vigorar o novo esquema de entrega de medicamentos por meio do programa Remédio Rápido.

Com a iniciativa, a oferta não será mais feita nos postos das UBSs, mas sim em 3,6 mil farmácias espalhadas pela cidade.

O presidente do Sindusfarma, Nelson Mussolini, lembrou que esta doação é emergencial e que não existe possibilidade de ser renovada.

Segundo a Prefeitura, entre os motivos para a falta de medicamentos estão o aumento da quantidade de remédios distribuídos para a população e a redução de aquisições feitas no final da gestão passada.

Confira a reportagem completa de Anderson Costa: