Presidente da Alerj deve analisar dois pedidos de CPI nesta quarta (23)

  • Por Jovem Pan
  • 23/11/2016 11h14
Jorge Picciani (PMDB-RJ) - Divulgação

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro aguarda apenas o aval do presidente da Casa, deputado Jorge Picciani, para a abertura de duas comissões parlamentares de inquérito. Uma trata das isenções fiscais e a outra da suspeita de superfaturamento nas obras de reforma do Estádio do Maracanã.

O número mínimo de assinaturas foi obtido pelos propositores das CPIs, mas para que saiam do papel é necessário que Picciani dê o sinal positivo.

Para a CPI das isenções fiscais foram obtidas 27 assinaturas; já para a do Maracanã, foram 15 assinaturas.

O regimento da Alerj, no entanto, permite que se tramite dentro da Casa até sete comissões ao mesmo tempo. Atualmente não há nenhuma em andamento. Para a instalação, o presidente da Alerj precisa convocar os líderes dos partidos para indicar os componentes de cada comissão.

Confira as informações do repórter Rodrigo Viga: