Presidente do TSE defende que reforma política não irá blindar alvos da Lava Jato

  • Por Jovem Pan
  • 21/03/2017 19h42
Ministro Gilmar Mendes - DIV

No 3 em 1 desta terça-feira, 21, a reforma política foi um dos temas de grande debate. Durante o Seminário Internacional sobre Sistemas Eleitorais, em Brasília, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral e ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, avaliou que a mudança no sistema eleitoral não vai blindar políticos investigados pela Operação Lava Jato. Mendes afirmou ainda que “precisamos afastar o candidato do dinheiro”. 

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, também voltou a defender a reforma política, e disse que a adoção de lista fechada para eleger deputados federais não vai proteger candidatos envolvidos em corrupção. 

Carlos Andreazza apontou que estão permitindo que se crie no Brasil o “golpe” do financiamento público e do voto em lista fechada. Vera Magalhães ressaltou que a população é contra essas medidas, mas apontou a existência de um movimento para salvar alguma coisa da política atual. Para Marcelo Madureira, os políticos envolvidos em corrupção vão ser cassados pelo voto, em 2018.

Confira o debate completo no 3 em 1: