Principais itens ligados às férias de verão têm alta de 9,25% em 2016

  • Por Jovem Pan
  • 10/01/2017 06h44
Dinheiro Bolso - Fotos Públicas

Inflação do verão sobe 9,25% em 2016, de acordo com levantamento da Fundação Getúlio Vargas.

O indicador mede os preços dos principais produtos e serviços consumidos nesta época do ano e ficou acima do Índice de Preços ao Consumidor, que fechou o ano passado em 6,18%.

Entre os principais vilões estão as passagens áreas, que subiram 35,92%, os refrigerantes light e diet, com alta de 16,16% e as cervejas subiram 9,35%.

Em contrapartida, a erva-mate teve queda de 1%, os hotéis recuaram 1,% e as excursões tiveram queda de 1,56%.

O superintendente-adjunto de inflação da entidade, Salomão Quadros, explicou porque as passagens aéreas tiveram aumento de preço mesmo com a queda da hotelaria. “Uma coisa que as companhias aéreas podem fazer, mas que os hotéis não podem é retirar voos”, disse.

Salomão Quadros entende que a alta das bebidas foi influenciada também pela ampliação da tributação do setor, que, inclusive, pode continuar em 2017.

*Informações do repórter Anderson Costa