Procon faz blitz e aponta irregularidades em salões de beleza de São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 28/03/2017 08h40
SP - SALÕES-BELEZA-LUXO-FISCALIZAÇÃO - GERAL - Auditores fiscais da Prefeitura no salão de beleza Salão 1838 na região do Jardim América, em São Paulo (SP), nesta quinta-feira (23). Agentes da Secretaria Municipal da Fazenda realizam uma fiscalização tributária em salões de beleza de grande porte, para combater fraudes e sonegação de impostos, principalmente do Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS). 23/03/2017 - Foto: MARCOS BEZERRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOProcon faz blitz e aponta irregularidades em salões de beleza de São Paulo - AE

Diversos salões de beleza de São Paulo foram reprovados em uma fiscalização do Procon. As unidades visitadas pelo órgão de defesa do consumidor tinham produtos fora da validade.

Os clientes raramente pedem para ver no invólucro a data do vencimento. Simplesmente escolhem o tratamento que vão fazer, a cor do esmalte, tinta do cabelo, creme, sprays, shampoo e condicionador. Muitas vezes pagam preço exorbitante por itens que já não valem mais nada.

Nesta primeira etapa, 33 salões foram alvo da blitz em um bairro de classe média alta. Na região, um corte de cabelo pode custar mais de R$ 400. Em todos os estabelecimentos, os fiscais encontraram irregularidades.

Além dos artigos vencidos os agentes também constataram falta de informações sobre os preços dos serviços.

Em alguns salões as próprias manicures levam de casa o produto, no entanto, segundo o Procon o estabelecimento é responsável por qualquer dano ao cliente.

A recomendação dos especialistas é sempre verificar a data de vencimento tanto nas mercadorias utilizadas nos salões, quanto nas usadas em casa.

Foi a primeira vez que o Procon de São Paulo realizou uma operação somente em salões de beleza.

Confira a reportagem completa de Daniel Lian: