Pronunciamento de Temer denota intenção de assumir o governo, afirma especialista

  • Por Jovem Pan
  • 26/02/2016 13h30
Michel Temer

 O pronunciamento de Michel Temer era um dos mais aguardados no programa político do PMDB transmitido nesta quinta-feira (25/02). O vice-presidente falou que todos sabem a causa da crise no País e pediu um passo pelo entendimento.O nome dele voltou a brilhar com a retomada de conversas sobre o impeachment de Dilma Rousseff.

Cuidadosamente, Michel Temer se colocou como a melhor alternativa para tirar o Brasil do buraco: “O Brasil precisa de pacificação e consenso e é para já. Todos nós sabemos os motivos. Tenho plena convicção de que é possível recobrar o ânimo, resgatar a confiança e reabrir as portas para o crescimento. Cada um no seu lugar, mas todos juntos temos que fazer um gesto, dar um passo que falta na direção do entendimento e ao fazermos isso estaremos garantindo aos brasileiros uma vida mais tranquila, mas justa e cada vez mais digna”.

O professor de ética da Unicamp, Roberto Romano, entende que o chamado à união deve começar pelo próprio PMDB. Falando a Danillo Oliveira, ele pondera que o partido já demonstra uma musculação para substituir o Governo Dilma: “Evidentemente que esse programa do partido para governança e essas críticas violentas sobre a administração pública no período Dilma mostram que ele está de fato se preparando para assumir o governo”.

Roberto Romano enfatiza que as propostas do PMDB dependem do TSE e ressalta o processo na justiça eleitoral que ameaça cassar a chapa PT-PMDB ainda neste ano.