Quadrilha que fraudava Minha Casa, Minha Vida é detida em Alagoas

  • Por Jovem Pan
  • 29/04/2016 15h31
Minha Casa

 Uma operação da Polícia Federal desmantelou a quadrilha especializada em fraudar o programa Minha Casa, Minha Vida, em Alagoas. O esquema existia desde 2012 e pode ter dado um prejuízo de até R$ 220 milhões à Caixa Econômica Federal.

A Polícia chegou ao esquema após uma agência da instituição constatar que o índice de inadimplência do financiamento imobiliário estava muito acima da média. Donos de construtoras ofereciam dinheiro para que as pessoas adquirissem imóveis pelo programa, mesmo sem ter a renda necessária para ter o benefício.

O delegado da Polícia Federal, Antônio Carvalho, explica que os contadores das empresas ficavam responsáveis por emitir a documentação falsa: “A gente verificou que eram os vendedores, donos das casas que estavam à venda, que providenciavam toda a documentação e davam entrada na Caixa Econômica Federal. A gente verificou também que alguns deles tinham procurações para atuar também perante a Caixa Econômica Federal, e foram concedidos financiamentos sem que o comprador fosse até a agência da Caixa. Alguns mutuários, compradores das casas, disseram que chegaram a receber de R$ 1mil a R$ 5 mil dos vendedores para que eles tivessem financiamento bancário. No final esse dinheiro era juntado ao montante do financiamento”.

Carvalho afirmou ainda que a quadrilha tinha ramificações em Sergipe, Pernambuco e também na Bahia. Ao todo, 37 pessoas foram conduzidas à Polícia Federal para prestar esclarecimentos. Elas responderão por crime de associação criminosa, falsidade ideológica, uso de documento falso e estelionato qualificado.

Reportagem: Anderson Costa