Relator confirma votação de impeachment no próximo dia 18

  • Por Jovem Pan
  • 05/04/2016 09h29
Brasília - O relator da Comissão Especial do Impeachment Jovair Arantes fala após a reunião para ouvir defesa do ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, e do professor de Direito Tributário da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Ricardo Lodi a favor de Dilma (Valter Campanato/Agência Brasil)Jovair Arantes

Em entrevista à Jovem Pan, o relator da Comissão Especial de Impeachment, Jovair Arantes, prevê que a discussão de seu parecer será intensa e o desfecho na Câmara no próximo dia 18: “Atravessamos essa noite nessa comparação dos relatórios de defesa e de denúncia. Vamos trabalhar hoje o dia todo, e a noite se necessário, para antecipar para quarta-feira (06) o relatório. (…) A minha ideia em antecipar o relatório e apresentar amanhã é dar dois dias de revisão. Ao devolver as vistas, abriremos o processo de discussão que será intenso. Entramos sexta adentro, vamos para sábado até encerrarmos. A votação será dia 18”.

Ao ser questionado sobre os argumentos de José Eduardo Cardozo favoráveis à Dilma, Arantes afirma que é papel da defesa desqualificar a denúncia e cabe à Comissão analisar as duas partes: “A defesa está no papel dela, de desqualificar as provas apresentadas pela denúncia. Qualquer processo judicial nos tribunais é assim. O que estamos fazendo desde ontem é que temos que estabelecer o contraditório ente defesa e denúncia”.

O deputado explica que na comissão a votação do parecer precisa de maioria simples, ou seja, metade dos 65 membros mais um, já na sessão realizada com o plenário é necessário o voto qualificado, de 2/3 da Câmara.