Reunião de líderes deve definir, nesta semana, prioridade de votações na Câmara

  • Por Jovem Pan
  • 20/02/2017 06h24

O Plenário da Câmara dos Deputados analisa a MP 746/16 Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil Câmara dos Deputados - Ag. Brasil

Líderes se reúnem para definir prioridades de votação. O projeto que regulamenta a terceirização está na lista e os deputados vão discutir se o projeto da Câmara será votado ou se a proposta do Senado é que fica como prioridade.

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, chamou líderes para reunião nesta terça-feira (21) para discutir pauta de votação e também quer apoio para aguardar a decisão do plenário do STF sobre o projeto das “10 Medidas de Combate à Corrupção”.

A Secretaria Geral da Mesa da Câmara vai conferir as assinaturas dos deputados ao projeto e assim fica definido.

O líder do DEM, deputado Efraim Filho, disse que o projeto do Senado sobre a terceirização é que deve ser votado, mas ele defendeu uma resposta formal do colégio de líderes sobre os assuntos a serem colocados em pauta. “A pauta da Casa está apta a enfrentar todos os projetos. Aqueles que vieram do Senado estão aptos a votar, aqueles que estão no Senado estão lá para serem apreciados. É uma decisão que tem que ser tomada em conjunto para que não tenham decisões desarmoniosas”, disse.

O líder do PT, deputado Carlos Zarattini, considerou o projeto da Câmara melhor, mas adiantou que não possui pressa para votá-lo: “o projeto joga na irregularidade milhões de trabalhadores brasileiros”.

A terceirização é uma realidade nas relações trabalhistas e o Congresso foi cobrado pelo TST para regulamentar isso.

*Informações do repórter José Maria Trindade