Secretário de Segurança afirma que crise econômica gera aumento da criminalidade

  • Por Jovem Pan
  • 20/05/2016 09h53
SP - POSSE/SECRETÁRIO/SEGURANÇA PÚBLICA/SP - GERAL - O novo secretário estadual da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, toma posse em solenidade realizada no Palácio dos Bandeirantes, na zona sul da capital paulista, nesta terça-feira, 17. 17/05/2016 - Foto: ADRIANA SPACA/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOMágino Alves Barbosa Filho

 Mágino Alves Barbosa Filho, o novo secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, afirmou que a crise econômica potencializa a criminalidade. A declaração ocorreu nesta quinta-feira (19), no Theatro Municipal, durante a cerimônia da 7ª edição do Prêmio Polícia Cidadã, iniciativa do Instituto Sou da Paz: “Uma crise que atinge todos os setores da economia gera desemprego. O desemprego gera insegurança financeira e termina levando algumas pessoas, que jamais pensariam em praticar um ilícito a praticar”.

O coronel Ricardo Gambaroni, comandante-geral da Polícia Militar paulista, aponta que a polícia atual é avançada, mas a busca de novas soluções é constante: “O grande desafio é continuar essa busca incessante pela melhoria dos indicadores, por um policiamento cada vez mais comunitário e novas soluções. A melhoria da segurança pública não passa só pelo aumento de efetivo, passa por mudanças de procedimentos”.

O evento do Instituto Sou da Paz premiou, neste ano, boas práticas policiais voltadas para a redução de roubos. Foram mais de 60 projetos inscritos no Estado, mas a ação vencedora veio da Central de Ações de Prevenção de Delitos da 2º Companhia do 4º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano.

Com foco na região da Vila Leopoldina, na capital paulista, a Central conseguiu com a aproximação da comunidade, gestão de dados e informações, diminuir em 39% os roubos de carga, em 32% o de veículos e em 23% roubos gerais.

Reportagem: Fernando Martins