Sem saber ler, menina de 7 anos ganha prêmio de “Leitora Destaque” no RJ

  • Por Jovem Pan
  • 15/02/2017 07h06
biblioteca comunitária Paulo Freire

Menina de sete anos que mora em um dos municípios mais violentos e pobres do País, Nova Iguaçu no Rio de Janeiro, emociona o Brasil ao receber um prêmio raro: “Leitora Destaque” na biblioteca da sua cidade.

Fato revelado no Facebook da Biblioteca Comunitária Paulo Freire que já tem 23 mil compartilhamentos.

A menina ainda não sabe ler, mas diariamente pede à mãe para contar as historias que estão em livros que pede emprestado na biblioteca.

Só em janeiro, foram 23 livros, contou Lauriene conhecida em Nova Iguaçu como Laurinha: “minha mãe lê pra mim. A Tia Valéria me ensinou a ler muitos livros, ela lê pra mim, mostra figuras. Por isso me apaixonei pelos livros”.

A mãe, Grace Kelly, incentiva os outros três filhos a seguirem o exemplo da irmã: “ela pegava meus travesseiros, fazia uma cabana e fingia que era um castelo. Pegava as bonecas, pegava um livro, fingia que sabia ler e contava história”, contou.

A responsável pelo projeto leitor destaque do mês, Carmen Valéria, explicou como surgiu a ideia de estimular a leitura entre crianças e adolescentes. “Todos têm direito a leitura. Você tem que estar bem onde você está e fazendo o que gosta. Nós tentamos fazer essa ponte. A gente tentou, mas não pensamos que ia repercutir como foi”, disse.

*Informações do repórter Victor Moraes