Semana Santa próxima e Carne Fraca fazem preço do peixe subir em SP

  • Por Jovem Pan
  • 24/03/2017 11h49

Preços sobem desde a Ceagesp e aumento é repassado ao consumidor

Pescados vendidos na Ceagesp - Divulgação

A proximidade da Semana Santa (que começa em 9 de abril) e os reflexos da Operação Carne Fraca da Polícia Federal fizeram aumentar a busca e o preço de pescados.

A reportagem Jovem Pan foi conferir os preços na Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), segunda maior feira atacadista de pescados da América Latina, e em feira paulistana desta sexta-feira (24).

Em menos de um mês, do começo de março até esta sexta, a pescada sofreu o maior aumento (84%), passando de R$ 6,50 o kg para R$ 12,00 na Ceagesp, de onde o peixe é comercializado aos revendedores da capital. Na feira, a pescada branca sai a R$ 24,00.

O salmão subiu 20%, de R$ 29,00 para R$ 35,00 o quilograma e, na feira, chegava a R$ 70,00 kg.

Já a tilápia teve aumento de apenas 5% no entreposto, sendo encontrada a R$ 14,00 o kg na feira.

Na Ceagesp, entre as 97 espécies das 200 toneladas de peixe comercializadas por dia, sardinha, pescada, corvina e tilápia são as mais procuradas.

O “imperador do pescado”, dono de barraca de peixes de feira da Bela Vista, região central, viu um pequeno aumento na procura da carne branca após a deflagração da Carne Fraca na sexta passada (17), que apontou irregularidades na fiscalização e fraudes em carnes principalmente no Paraná.

“Deu uma boa aumentadinha, não foi muito, mas aumentou uns 10%, 20%” nas vendas, relata o feirante Alexandre Maia. “Quando a procura é maior, aumenta um pouco o preço”, disse Alexandre, lembrando a máxima econômica ao repórter Fernando Martins.

A comentarista de Economia da Jovem Pan Denise Campos de Toledo lembra que a tendência é o preço peixe subir ainda mais nas próximas duas semanas antes da Semana Santa. Quem costuma consumir peixe nos dias festivos dos católicos deve aproveitar que a alta nos valores ainda não é tão alta e congelar o pescado, sugere.

Carne

Açougues estão remarcando os preços para baixo.

Levantamento do Procon de São Paulo cotou o preço da carne em 70 estabelecimentos comerciais da cidade. O preço da carne de primeira recuou 2,22% entre a véspera da Operação Carne Fraca e esta quinta (23). Em uma semana, a queda registrada foi maior que no ano passado inteiro, 2,13%.

Na última semana, dos 40 itens pesquisados para o custo da cesta básica, a carne de primeira foi o item que mais contribuiu para a queda da cesta. Sozinha, respondeu por quase um terço. A carne de primeira contribuiu com 0,29 ponto porcentual de um recuo total de 0,98% da cesta básica no período.

Já no fim de semana passado, logo após a operação, a Jovem Pan registrou promoções da picanha no mercado paulistano, a R$ 18,90 e R$ 21,99 em dois mercados da zona sul.