Sete em cada 10 brasileiros são contrários à reforma da Previdência, diz Datafolha

  • Por Jovem Pan
  • 01/05/2017 08h02
Foto: Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas Carteira de Trabalhodesemprego

Em pesquisa realizada pelo Datafolha ficou constatado que sete em cada dez brasileiros são contrários à reforma da Previdência. A rejeição chegou a 83% entre os funcionários públicos, que correspondem a 6% da amostra entrevistada.

Os que são contrários à reforma representam 71% dos entrevistados, favoráveis são 23%, não sabem 5% e 1% declarou-se indiferente.

Entre todos os grupos sociodemográficos, há uma maioria contrária à reforma. A taxa cresce entre as mulheres (73%), brasileiros que ganham entre dois e cinco salários mínimos (74%), jovens de 25 a 34 anos (76%) e aqueles com ensino superior (76%).

O Instituto Datafolha entrevistou 2.781 pessoas em 172 municípios nos dias 26 e 27 de abril. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Mesmo contrária às mudanças, a maioria dos entrevistados concorda com tópicos que o Governo pretendia mudar na proposta inicial e outros que estão em discussão no Congresso. Entre os casos estão o das regras especiais que permitem que professores se aposentem cinco anos mais cedo que os demais trabalhadores. Neste caso, a maioria dos entrevistados disse ser contra essa diferença no caso dos professores (54%), policiais (55%) e militares (58%).

No que tange aos trabalhadores rurais, 52% dos entrevistados querem que eles continuem com aposentadoria mais cedo, condição esta que foi mantida no projeto de Arthur Maia.

Entre os que são favoráveis à reforma da Previdência, há discordâncias internas em alguns pontos, entre eles: idade mínima para aposentadoria 65/62, cálculo para benefício.

Nestes pontos, 83% disseram ser contrários às mudanças.