Sindicalistas farão greve caso reforma da Previdência atinja direitos trabalhistas

  • Por Jovem Pan
  • 18/10/2016 06h49
Foto: Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas Carteira de Trabalhodesemprego

Centrais sindicais prometem greve geral em novembro caso reforma da Previdência avance nos direitos trabalhistas.

O presidente da UGT, Ricardo Patah, recebeu as entidades e disse que são favoráveis a algumas mudanças, desde que seja feita a diferenciação daqueles que estão no mercado de trabalho e dos nascidos a partir de 2001 e que iniciaram os trabalhos recentemente.

“Já se prepara algumas articulações para o mês de novembro para demonstrar as insatisfações daqueles que não veem a Constituição de 88, a CLT atualizada como instrumentos importantes de apoio social. Vamos fazer uma ação próxima aos deputados, senadores, ao STF e uma ação no Executivo. As ações significam o diálogo. No caso da Previdência sabemos da questão da longevidade, da demografia. Somos favoráveis a mudanças importantes desde que seja implementada para quem está entrando no mercado agora”, disse.

Todas as centrais sindicais definiram uma pauta conjunta para atuar na discussão da reforma da Previdência e na trabalhista.

*Informações do repórter Marcelo Mattos