Sistema de segurança nos aeroportos não deve causar atrasos, garante Governo

  • Por Jovem Pan
  • 27/07/2016 06h50
Brasília - O governador DF, Rodrigo Rolemberg e o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, visitam o Aeroporto Internacional Juscelino Kubitscheck para vistoria no reforço de segurança (Wilson Dias/Agência Brasil)O governador DF

Governo diz que sistema de segurança reforçado nos aeroportos para a Rio 2016 não deve causar atrasos aos passageiros. Os ministros da Justiça e da Defesa foram ao terminal de Guarulhos nesta terça-feira (26) para apresentar os dispositivos tecnológicos que serão utilizados.

A checagem vai ser intensificada nos turistas e competidores estrangeiros que precisarem passar pela imigração ao desembarcar.

O ministro da Justiça e cidadania, Alexandre de Moraes, disse que nenhum dos sistemas vai causar atrasos adicionais. “Nenhum desses aparatos vai gerar nenhum impacto para o brasileiro ou para o turista. Mesmo essa segunda verificação se dá em três segundos. A pessoa está na fila, quando a pessoa da frente vai para a alfândega, a pessoa já coloca sua digital”.

O sistema está instalado em Guarulhos, Manaus, Brasília, Salvador, Belo Horizonte e no Rio de Janeiro, no Santos Dumont e no Tom Jobim.

O ministro da defesa, Raul Jungmann afirmou que o caderno de encargos do Comitê Olímpico Internacional está sendo cumprido e que o estresse vai passar. “No que diz respeito aos encargos de segurança que o COI nos passou, está tudo em dia, tudo sendo cumprido. Não tenho a menor sombra de dúvida que transcorrerá tudo em tranquilidade”, afirmou.

A PF demonstrou um sistema que permite identificar se uma pessoa tem pendências com a Interpol só pela impressão digital e um scanner corporal.

O secretário extraordinário para grandes eventos, Andrei Passos Rodrigues, detalha como o efetivo deve ser distribuído na operação em São Paulo: “a Polícia Federal traz para essa operação mais 300 profissionais para atuarem na operação de segurança dos Jogos”.

A Secretaria da Segurança de São Paulo vai deslocar 279 policiais militares apenas como reforço no aeroporto de Guarulhos. Além disso, estarão de prontidão forças de contingência do batalhão de Choque e da Polícia Rodoviária em caso de distúrbios no terminal.

*Informações do repórter Tiago Muniz