SSP diz que briga no Morumbi não prejudica argumento de torcida única

  • Por Jovem Pan
  • 08/07/2016 09h49
SP - LIBERTADORES/SÃO PAULO/BRIGA/ONTEM - GERAL - Tumulto nos arredores do Morumbi, na zona sul de São Paulo, ao fim do jogo entre São Paulo e Atlético Nacional, pela Copa Libertadores, na noite desta quarta-feira. Uma confusão do lado de fora do estádio teve balas de borracha, bombas de gás lacrimogêneo e causou ferimentos leves em três torcedores, que foram atendidos no ambulatório do local e liberados em seguida. Segundo o tenente coronel da PM Luiz Gonzaga, responsável pelo policiamento nos estádios da capital, o tumulto começou do lado de fora do estádio, após o apito final do jogo em que o São Paulo perdeu por 2 a 0, pelo confronto de ida da semifinal da Copa Libertadores. 06/07/2016 - Foto: MISTER SHADOW/ASI/ESTADÃO CONTEÚDOConfusão no morumbi - AE

O secretário estadual da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, afirmou que briga entre torcedores do mesmo time não prejudica argumento da torcida única em clássicos.

Um verdadeiro cenário de guerra tomou conta das ruas no entorno do Morumbi depois da derrota do São Paulo por 2 a 0 contra o Atlético Nacional.

Após a partida, válida pela Copa Libertadores, houve confronto entre os próprios são-paulinos e depois entre torcedores e a polícia.

Dez pessoas foram detidas e encaminhadas ao plantão do 89º Distrito Policial da capital, no Portal do Morumbi, e liberadas durante a madrugada.

Quinze policiais militares ficaram feridos, de acordo com a corporação, e pelo menos cinco pessoas foram encaminhadas ao ambulatório do estádio.

O secretário Mágino Alves Barbosa Filho disse que não há motivos para alterar o entendimento sobre torcida única em clássicos.

“A torcida única, você pode reparar, que depois que a federação adotou essa medida, por sugestão da Secretaria de Segurança Pública, e recomendação do Ministério Público, não tivemos mais evento. Mas se torcedores selvagens vão a campo só para brigar, realmente é melhor nem imaginar o que seria a solução”, explicou.

A Secretaria da Segurança determinou em abril que os jogos que envolvam os quatro grandes do Estado devem contar apenas com torcida do time mandante. O jogo entre São Paulo e Atlético Nacional não se enquadra na medida, mas contava com maioria esmagadora da torcida do time de casa.

*Informações do repórter Tiago Muniz