STF deve julgar nesta terça (25) mérito de habeas corpus que soltou goleiro Bruno

  • Por Jovem Pan
  • 25/04/2017 06h21
Goleiro Bruno foi anunciado pelo Boa Esporte na última sexta-feira

O Supremo Tribunal Federal tende a julgar nesta terça-feira (25) o mérito do habeas corpus pedido pelo goleiro Bruno. A Primeira Turma vai analisar se mantém a decisão liminar concedida pelo ministro Marco Aurélio Mello ou revoga a soltura.

O advogado do atleta, Lúcio Adolfo da Silva, disse estar confiante na manutenção da liberdade de Bruno, responsável pelo assassinato de Eliza Samudio, com quem teve um filho.

“Nossa expectativa é que o Supremo mantenha a decisão até porque ela vinha ajustada da questão processual. O Bruno está trabalhando, sem colocar em risco a sociedade. Perfeitamente inserido em um quadro social, uma realidade nova”, disse.

Lúcio Adolfo afirmou que Bruno, goleiro do Boa Esporte, time de Minas Gerais, está apreensivo.

O jogador deixou a cadeia em fevereiro após o ministro Marco Aurélio Mello acatar um pedido de soltura feito pela defesa. Bruno ficou preso por seis anos e sete meses. Ele é apontado como mandante do sequestro, e responde ainda por cárcere privado e morte de Eliza Samudio em 2010.

*Informações do repórter Felipe Palma