Suspeito de matar vigilante dentro do Parque do Jaraguá é preso

  • Por Jovem Pan
  • 30/12/2016 08h07
Vigilante cuidava da área das churrasqueiras do Parque do Jaraguá

A polícia prendeu acusado de matar vigilante dentro do Parque do Jaraguá, na Zona Norte de São Paulo. O crime ocorreu por volta de 14h30 desta quinta-feira (29), dentro do parque, que fica localizado à Rua Antônio Cardoso Nogueira, 539.

Segundo a Secretaria Estadual do Meio Ambiente, José Erivânio da Silva, de 41 anos, foi morto por dois homens que queriam roubar sua arma. Silva fazia a segurança da área das churrasqueiras e teria reagido ao ser atacado pelos suspeitos, quando acabou baleado.

Os criminosos fugiram, levando a arma do segurança, que chegou a ser atendido por uma equipe do Corpo de Bombeiros, mas morreu no local.

No final da noite, PMs que faziam patrulhamento na região, avistaram quando um de quatro suspeitos que ocupavam um Fiat Palio preto desceu e embarcou em um Prisma de cor prata que estava estacionado em uma via.

O segundo veículo era o mesmo descrito por testemunhas como sendo o carro utilizado pelos assassinos do vigilante na fuga. Os policiais fizeram a abordagem e, após interrogatório, um dos suspeitos, identificado como Eduardo Félix Nogueira, assumiu a autoria do crime.

Todos foram levados para o plantão do 46º Distrito Policial, onde dois deles foram reconhecidos pela proprietária do Prisma.

Eduardo Henrique Wisnigwski, que é maior de idade, e um adolescente foram identificados como autores do roubo do carro, ocorrido na terça-feira (27) na região da Lapa.

Os dois e o quarto membro do grupo, também menor de idade, serão levados para o 7º Distrito Policial, da Lapa, onde o roubo era investigado.

Já Eduardo Félix será autuado em flagrante pelo homicídio no 33º Distrito Policial, de Pirituba.

O Fiat pertence ao pai de um dos adolescente e foi pego por ele sem autorização.

Já a arma roubada do vigilante não foi encontrada com os suspeitos.

Informações do repórter Jovem Pan Paulo Edson Fiore