Taxista é morto por policial civil durante briga de trânsito em SP

  • Por Jovem Pan
  • 04/11/2016 08h33
Taxista morre com tiro após discutir com policial civil no trânsito de SP

Taxista ferido por policial civil durante briga de trânsito no Itaim Bibi, zona sul de São Paulo, morreu após ser levado com urgência ao pronto-socorro do Hospital das clínicas.

Após discutir, um agente papiloscopista da Polícia Civil de Carapicuíba, que conduzia um Passat preto, atirou contra o motorista de um táxi Palio branco.

Ao delegado do 14º Distrito Policial, de Pinheiros, que esteve no local, o agente alegou legítima defesa, afirmando que o taxista também estava armado.

O pai do taxista, no entanto, negou que o filho andasse armado: “disse que bateram boca, disse que um puxou arma para o outro. Como vai puxar arma se nem arma tem. Meus filhos não sabem usar arma”.

O delegado solicitou exames de perícia e encaminhou o agente à delegacia, onde ele passou a madrugada prestando depoimento. Durante o tiroteio, muitos motoristas, desesperados, tentaram deixar o local às pressas, o que causou várias pequenas colisões, que não deixaram feridos.

Confira as informações do repórter Tiago Muniz: