Temer critica isolamento comercial e quer acelerar negociações entre Mercosul e UE

  • Por Jovem Pan
  • 29/09/2016 08h31
BRA100. BRASILIA(BRASIL),22/09/2016.- El presidente brasileño, Michel Temer, participa hoy, miércoles 22 de septiembre de 2016, en un acto en el Palacio presidencial de Planalto, donde anunció hoy una inversión de 1.500 millones de reales (unos 468 millones de dólares) en la educación secundaria, destinada sobre todo a la implantación de escuelas de tiempo integral en Brasilia (Brasil). EFE/FERNANDO BIZERRA JRMichel Temer EFE

O presidente Michel Temer criticou isolamento comercial do Brasil nos governos anteriores e apontou a necessidade de atrair investimentos.

Nesta quarta-feira (28), Temer comandou pela primeira vez a reunião do conselho da Câmara de Comércio Exterior, a Camex, em Brasília.

Na abertura do encontro, o presidente pediu o esforço conjunto de ministros para aumentar a competitividade do Brasil. José Serra, ministro de Relações Exteriores, e Marcos Pereira, da pasta da Indústria, Comércio Exterior e Serviços estavam presentes.

Temer anunciou a volta do crescimento e da geração de empregos e disse que o Brasil está retomando o caminho da normalidade no Mercosul.

O presidente reconheceu as dificuldades para celebrar acordos, mas afirmou que isso não impede a busca para eliminar barreiras: “precisamos romper o relativo isolamento externo dos últimos anos. Temos poucos acordos, insuficientes em número e impacto efetivo sobre o nosso intercâmbio com o resto do mundo. Queremos agora acelerar as negociações entre Mercosul e União Europeia e aprofundar as conversas com outros parceiros”.

Na próxima segunda-feira (03), o ministro das Relações Exteriores vai com Temer à Argentina e ao Paraguai para tratar das questões do Mercosul.

José Serra também ressaltou a importância de aumentar o esforço para que o Brasil volte a ser atraente para investidores: “temos que fazer um trabalho simultâneo de promoção de exportações, atração de investimentos e de atração de investimentos para a infraestrutura, que é a questão básica”.

Na reunião da Camex, Temer defendeu que o Mercosul e a União Europeia acelerem o acordo de livre comércio entre os dois blocos econômicos.

O próximo encontro deve acontecer em Bruxelas, na Bélgica, entre os dias 10 e 14 de outubro.

Confira a reunião – transmitida pelo Palácio do Planalto ao vivo: