Temer diz que aguarda decisão do Senado para fazer pronunciamento em rádio e TV

  • Por Jovem Pan
  • 22/06/2016 10h42
Presidente Interino Michel Temer durante cerimônia de posse do senhor Torquato Jardim no cargo de Ministro da Transparência, Fiscalização e Controle. (Brasília - DF, 02/06/2016) Foto: Beto Barata/PRMichel Temer - PR

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã da rádio Jovem Pan, o presidente interino, Michel Temer, disse que um pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão, a respeito do Governo que lhe foi entregue por Dilma, só deverá ocorrer após “uma eventual efetivação”.

“Já pensei em fazer isso [pronunciamento], mas tenho falado bastante, vocês mesmo me cederam trinta minutos [risos] para falar ao País. Vou esperar um pouco mais”, afirmou.

Um provável pronunciamento em cadeia nacional mostraria para a sociedade brasileira, segundo Temer, como ele encontrou o País ao assumir, com um déficit de R$ 170,5 bilhões, que agora diminuiu para R$ 65 bilhões.

“Quero descrever como era o País, como o encontrei e quais serão as medidas para sair da crise”, declarou. A fala de Temer, no entanto, só será feita caso o Senado aprove o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, que deve ocorrer em meados de agosto.

O peemedebista, no entanto, disse que já vem se comportando como “presidente efetivado” e declarou que a interinidade do cargo acaba “criando algumas instabilidades”.

Temer reafirmou que “o que está em pauta não é se o presidente é A ou B”, mas que o que está em pauta é o País. “Reitero que estou aguardando o mês de agosto e a decisão do Senado” sobre o impeachment, disse em entrevista.