Temer reconhece que Forças Armadas não resolvem crise nas penitenciárias

  • Por Jovem Pan
  • 19/01/2017 08h14
Michel Temer EFE

Presidente Michel Temer reconhece que as Forças Armadas não vão resolver crise nas penitenciárias brasileiras. O peemedebista autorizou que as Forças Armadas atuem nos presídios estaduais com a solicitação dos governadores.

O Ministro da Defesa, Raul Jungmann, descartou o controle nas unidades prisionais, substituição da ação dos agentes, contato com os presos ou enfrentamento das facções.

Após ser cobrado por ação e definir a chacina como um acidente, Michel Temer não poupou adjetivos para a atual situação: “tormentoso drama”, “cenas pavorosas” e classificou de “ousadia” o uso das Forças Armadas.

Temer avaliou ainda que a situação se transformou em um “problema nacional”, diante de uma desordem “completa” e “integral” em unidades prisionais do País.

O presidente reconheceu que as facções criminosas estão “muito bem estruturadas” e não têm somente ação interna no presídios”.

Confira a reportagem completa de Marcelo Mattos: