Terceirização irrestrita: Bom para o empresário ou para o trabalhador?

  • Por Jovem Pan
  • 23/03/2017 21h49
BRA100. BRASILIA (BRASIL), 29/12/2016. - El presidente de Brasil, Michel Temer,realiza hoy, jueves 29 de diciembre de 2016, un pronunciamiento de fin de año, en el que realizó un balance de sus siete meses al frente del Ejecutivo, en Brasilia (Brasil). Temer, dijo hoy que 2017 será un "año nuevo" para el país, en el que se conseguirá "vencer" la grave crisis económica en la que se encuentra sumergido el gigante suramericano. EFE/Joédson AlvesPresidente Michel Temer - EFE

A Câmara dos Deputados aprovou um projeto elaborado em 1998, durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que libera a contratação de funcionários terceirizados para qualquer ramo de atividade de empresas. 

O placar, de 231 votos favoráveis, 188 contrários e 8 abstenções, levantou o sinal de alerta para o governo Michel Temer, que pretende aprovar uma série de reformas, entre elas a trabalhista e a da Previdência. 

Vera Magalhães considera que a terceirização é um caminho sem volta e moderno. Carlos Andreazza vê o projeto com bons olhos e acredita na falência da CLT. Marcelo Madureira aponta que as relações trabalhistas mudaram em todo o mundo, e que a CLT não atendem mais a demanda entre trabalhadores e empregadores.

Confira o debate completo no 3 em 1: