Três integrantes do MTST presos em manifestação devem ser soltos nesta sexta

  • Por Jovem Pan
  • 05/05/2017 07h10
SP - INTEGRANTES MTST PRESOS/TRANSFERÊNCIA 63º DP - GERAL - Três integrantes do MTST que estavam detidos no 63º DP, na Vila Jacuí, Zona Leste de São Paulo (SP), são transferidos para o CDP Vila Independência, na manhã desta terça-feira (2). 02/05/2017 - Foto: PETER LEONE/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOTrês integrantes do MTST que estavam detidos no 63º DP - ae

Justiça manda soltar três integrantes do MTST presos em manifestação contra as reformas do governo Temer na sexta-feira (28) passada. Luciano Firmino, Ricardo Santos e Juracy Santos estão detidos desde o dia 28 de abril.

Eles foram levados ao 63º Distrito Policial de São Paulo na Vila Jacuí e depois transferidos ao Centro de Detenção Provisória da Vila Independência na terça-feira.

Eles foram indiciados pela suspeita dos crimes de incitação ao crime, incêndio e explosão numa manifestação ocorrida na região de Itaquera.

O desembargador Otávio de Almeida Toledo concedeu habeas corpus ao trio e eles devem deixar o CDP nesta sexta-feira (05).

O MTST diz que a prisão dos três havia sido política porque não há materialidade, ou seja, indícios concretos do cometimento desses delitos, de acordo com o movimento.

Eles afirmam que não foi apreendido nenhum rojão com os detidos, que o ato em si não teve incêndio no local e que não teriam incitado nenhum crime e meramente gritado palavras de ordem contra o governo Temer e as reformas.

Luciano, Ricardo e Juracy tiveram um pedido de liberdade negado pela justiça anteriormente; no sábado, a juíza Marcela Coelho havia decretada a prisão preventiva dos três para “garantia da ordem pública.”

*Informações do repórter Tiago Muniz