Tribunal de Contas do Município autoriza implantação do táxi preto

  • Por Jovem Pan
  • 25/01/2016 12h10
27/03/2015- São Paulo- SP, Brasil- Protesto de taxistas, no centro da cidade, pedindo mais segurança devido a morte de um colega. Foto Paulo Pinto/ Fotos Públicastáxi

 O Tribunal de Contas do Município autorizou a Prefeitura a continuar com processo para implantação do táxi preto. A modalidade foi criada após a polêmica criada entre os taxistas e o aplicativo Uber, plataforma que liga passageiros a motoristas de carros particulares.

O TCM tinha suspendido a licitação que sorteou 5 mil alvarás, dizendo que não havia recebido o edital para análise. O sorteio chegou a ser realizado no dia 10 de dezembro, mas quatro dias depois foi suspenso pelo órgão, que entendeu que o processo foi irregular. Após a Secretaria de Transportes responder aos questionamentos feitos pelo Tribunal, o conselheiro Edson Simões concluiu que o procedimento reúne condições de prosseguimento.

A tarifa do táxi preto poderá ser até 25% mais cara que a praticada pelo táxi comum, além de ser flexível. O novo serviço só poderá ser solicitado por meio de aplicativos e os taxistas deverão adotar mapas digitais para acompanhamento do trajeto.

Informações de Anderson Costa