TSE define ministros que relatarão processos contra PT, PP e PMDB

  • Por Jovem Pan
  • 09/02/2017 06h49
Prédio do Tribunal Superior Eleitoral - TSE

O Tribunal Superior Eleitoral definiu, por meio de sorteio eletrônico, os ministros Luiz Fuz e Rosa Weber como relatores de processos para investigar o descumprimento de normas financeiras de partidos políticos.

O fato surgiu após delatores da lava Jato afirmarem que financiaram campanhas eleitorais com dinheiro desviado de corrupção da Petrobras. O ministro Luiz Fux vai relatar a ação contra o PMDB. A ministra Rosa Weber vai ser a relatora das ações contra PT e PP.

Neste teor, o Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Gilmar Mendes, criticou a decisão da Câmara dos Deputados que aprovou a urgência do projeto que tira do tribunal o poder de punir partidos com contas rejeitadas ou que não prestarem contas.

“Na verdade eu acho que é uma iniciativa poço feliz que traduz o corporativismo, mas vamos estar consagrando a impunidade aqueles partidos que mal aplicam os recursos públicos”, disse.

Em contrapartida, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou que a Casa não deseja retirar poderes de fiscalização da Justiça Eleitoral. “Acho que a imprensa divulga de forma equivocada e pouca apuração sobre qual o objetivo da votação”, criticou.

A partir de agora, as investigações contra os partidos citados devem começar a tramitar no TSE.

*Informações do repórter Felipe Palma