Uber em SP passa a cobrar taxa extra de R$ 0,10 por quilômetro rodado

  • Por Jovem Pan
  • 20/07/2016 08h32
File illustration picture showing the logo of car-sharing service app Uber on a smartphone next to the picture of an official German taxi sign in Frankfurt, September 15, 2014. A Frankfurt court earlier this month instituted a temporary injunction against Uber from offering car-sharing services across Germany. San Francisco-based Uber, which allows users to summon taxi-like services on their smartphones, offers two main services, Uber, its classic low-cost, limousine pick-up service, and Uberpop, a newer ride-sharing service, which connects private drivers to passengers - an established practice in Germany that nonetheless operates in a legal grey area of rules governing commercial transportation. REUTERS/Kai Pfaffenbach/Files (GERMANY - Tags: BUSINESS EMPLOYMENT CRIME LAW TRANSPORT)Taxistas reclamam da falta de regulamentação do app Uber

Com regularização, Uber vai ficar mais caro a partir desta quarta-feira (20) em São Paulo. O credenciamento do aplicativo foi divulgado nesta terça-feira (19) no Diário Oficial da Cidade, dois meses após o decreto que liberou o serviço.

A partir desta quarta-feira, o usuário vai pagar uma taxa extra de R$ 0,10 por quilômetro rodado. A tarifa municipal deverá aparecer no recibo emitido pelo aplicativo no fim de cada viagem.

O Uber é a terceira empresa autorizada a operar na cidade após a espanhol Cabify e a nacional Easy Go, mas era a única que já estava em funcionamento.

O diretor da SP Negócios, Rodrigo Pirajá, explicou ao repórter Anderson Costa que a empresa será cobrada pelo período que atuou sem estar credenciada: “ou ela paga espontaneamente, o que acredito que é provável que ocorra, ou a Prefeitura vai emitir a fatura para ela pagar”.

A Uber informou que a demora no credenciamento ocorreu devido à espera pela publicação das portarias do serviço.

O vereador Adilson Amadeu do PTB, que defende os taxistas, entendeu que, apesar do credenciamento, o passageiro corre riscos ao utilizar o Uber: “quem são os condutores dessas empresas? São credenciados? Pelo que eu sei, nenhum condutor está credenciado na SP Negócio. tem muita batalha na Justiça que vamos buscar e vamos tentar ver de derrubar esse decreto para fazer projeto de lei positiva para a cidade”.

Em nota, a Uber informou acreditar que a regulação do serviço será positiva para a cidade de São Paulo. Segundo a SP Negócios, outros dois aplicativos nacionais estão em processo de credenciamento para poder operar no município.