Um filme para adultos. Dica de Reinaldo Azevedo

  • Por Reinaldo Azevedo/Jovem Pan
  • 30/01/2017 15h56
Pôster do filme "Manchester à beira-mar"
“Manchester à beira-mar” é um baita filme. Teria tudo para ser um dramalhão rasgado, cafona. E é o contrário. Atuações e direção impecáveis. Só vida privada, sem injunções de fora.
Aliás, o mundo à volta das personagens é compreensivo, condescende com as falhas. Ocorre que as pessoas não se perdoam. 
Os protagonistas não têm nem a autopiedade de salvação, aquele último refúgio.
E raramente um diretor usou tão bem as músicas, dando-lhe a exata dimensão. Em especial Adagio, de Albinoni, e um trecho de Messiah”, de Händel. Aliás, o trecho de Händel tem nome próprio: é um versículo de Isaías (40,11), dizendo que Cristo apascentará suas ovelhas, as recolherá nos braços e cuidará especialmente das que amamentam. 
Mas ele não deu muito as caras no filme, não!
Vejam. Para adultos!
Segue link no spotfy com a trilha do filme.