Virada Cultural tem morte, assaltos, mas sobe no conceito do público

  • Por Jovem Pan
  • 23/05/2016 08h28
21/05/2016- São Paulo- SP, Brasil- Virada Cultural 2016: O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), participa da apresentação dos cantores Ney Matogrosso e da sambista Alcione (a Marrom), no palco Júlio Prestes, região da Luz, no centro da capital. Foto: Fernando Pereira/ SECOMVirada Cultural 2016

 Com mais de 700 atividades realizadas em toda a capital, terminou neste domingo (22) mais uma edição da Virada Cultural. A Polícia Militar não divulgou O balanço oficial de ocorrências, mas casos de roubo e tráfico de drogas foram registrados.

Também houve o caso de um jovem de 21 anos, que morreu após desmaiar e bater a cabeça quando estava a caminho do palco na Praça Júlio Prestes. O rapaz estava com a namorada e um amigo quando caiu na escadaria da Estação Anhangabaú do Metrô. Sua namorada contou que ele havia consumido bebida alcoólica. Policiais socorreram o rapaz até a chegada do SAMU. Médicos tentaram reanimá-lo, mas não tiveram sucesso.

No Largo do Arouche, uma mulher foi ferida por uma facada na perna ao reagir a um assalto. Ela foi levada para a Santa Casa, onde recebeu tratamento e foi liberada.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, entre sexta-feira até a tarde de domingo, foram realizados 300 atendimentos e 45 remoções. Em toda cidade, mais de 200 agentes vistores atuaram durante a Virada Cultural.

Até a manhã de domingo, as equipes da Subprefeitura Sé lacraram e apreenderam 729 sacos de mercadorias sem procedência, entre elas água e outras bebidas. A Guarda Civil Metropolitana realizou 16.432 apreensões, predominantemente de alimentos e bebidas alcoólicas. Foram retiradas das ruas 51 toneladas de lixo por equipes da prefeitura.

A SPTuris divulgou uma pesquisa informando que a edição deste ano da Virada Cultural foi melhor que a de 2015 na opinião do público. Segundo a pesquisa, a nota média atribuída pelos frequentadores foi de 8,4, enquanto em 2015 a nota dada foi de 8,2.

O levantamento aponta ainda que 91% dos entrevistados apontaram os palcos musicais como o melhor da programação do evento, seguidos pelas apresentações de Cultura Popular com 15,6%, espetáculos de dança com 10,5% e teatro com 10,3%. O encerramento do evento foi marcado por um tributo a Cauby Peixoto, morto há uma semana, com a participação de sua grande amiga Ângela Maria e outros artistas.

Repórter: Fernando Martins