Péricles defende o funk e o k-pop: ‘São músicas que vêm do povo’

Em entrevista ao Zoeira Cultural, Péricles ainda falou que quase não topou participar da Dança dos Famosos

  • Por Jovem Pan
  • 22/01/2020 20h30
DivulgaçãoPéricles defendeu o funk e o k-pop

O cantor Péricles saiu em defesa do funk e k-pop. Em entrevista ao programa Zoeira Cultural, da Jovem Pan, o músico explicou que os gêneros fazem sucesso porque são músicas “que vêm do povo”.

“Músicas como o funk, como era o pagode há 30 anos, são músicas que vieram do povo. O rap, a música caribenha, o k-pop, são músicas que vêm do povo. Vindo do povo, elas dizem a realidade de cada um”, afirmou o pagodeiro.

O ex-integrante do Exaltasamba ainda indicou que o funk também tem tudo para se tornar um sucesso mundial. Ele relatou que, em 2016, foi abordado por um garçom em um restaurante em Nova York para falar sobre o estilo carioca. “Se aqui o funk é uma realidade, lá também ele há de ser.”

Falando sobre o sucesso do pagode e a força da nostalgia, Péricles contou que os fãs sempre pedem para que ele reúna o Exalta novamente para uma turnê. O músico, no entanto, não sabe se é isso mesmo o que ele quer.

“Não sei o que responder. Penso muito na minha carreira solo, que tem dado certo e preciso fazer com que dê certo”, afirmou. “Em abril completo 8 anos solo e para mim é um marco, é extremamente difícil.”

Dança dos Famosos

Também na entrevista, Péricles lembrou da participação no quadro “Dança dos Famosos“, do “Domingão do Faustão”, em 2012. “Eu fui até onde deu, onde o corpo permitiu”, admitiu.

E revelou que quase não aceitou o convite. “Eu relutei muito para participar, não me achava competente o suficiente. Uma coisa é cantar para os outros. Dançar ficou um pouco mais difícil”, disse o músico. “Surgiu como um desafio”, continuou.

Péricles, no entanto, também reconheceu que aceitou participar porque já havia negado um primeiro convite. “Falei ‘puxa, não posso falar não’ porque na primeira vez que fui convidado, neguei no ar”, contou o cantor.