São Paulo identifica segundo caso de varíola dos macacos no Brasil

Caso anterior também foi no Estado; ambos os infectados vieram de fora do país

  • Por Jovem Pan
  • 11/06/2022 16h42 - Atualizado em 11/06/2022 16h43
Cynthia S. Goldsmith / Centers for Disease Control and Prevention / AFP Vírus da varíola dos macacos vistos através do microscópio Caso foi detectado em paciente que esteve em Portugal e Espanha

A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo confirmou neste sábado, 11, o segundo caso de varíola dos macacos no Brasil. Assim como o anterior, também detectado em SP, o paciente esteve em viagem pela Europa, então o caso é considerado importado – segundo a Secretaria, o novo caso esteve em Portugal e Espanha, onde já apresentava algumas lesões na pele, mas teve o caso confirmado por um laboratório espanhol apenas após chegar ao Brasil. O homem de 29 anos está isolado em sua casa em Vinhedo, no interior do Estado. O primeiro caso da doença no país foi confirmado na quinta, 9, em um morador da capital paulista, de 41 anos, que está internado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas com boa evolução do quadro clínico. O Centro de Vigilância Epidemiológico (CVE) estadual e a prefeitura de São Paulo também investigam desde a semana passada um outro paciente, uma mulher de 26 anos, também moradora da Capital.

Os principais sintomas da doença — que já teve casos positivos em países da África Ocidental e Europa, além de Estados Unidos, Canadá e Argentina — aparecem de 7 a 21 dias após a infecção. Os pacientes costumam apresentar febre, dores de cabeça e musculares, inchaço dos gânglios linfáticos e erupções cutâneas. As feridas iniciam-se no rosto e depois se espalham por outras partes do corpo. O contato próximo entre seres humanos costuma ser a principal via de transmissão da varíola dos macacos, mas pode ocorrer através do compartilhamento de roupas pessoais, roupas de cama, tosses e espirros. Não há tratamento específico, mas de forma geral os quadros clínicos são leves e requerem cuidado e observação das lesões.