Com 3 de Pulisic e 1 de Willian, Chelsea bate Burnley; City volta ao 2º lugar

  • Por Jovem Pan
  • 26/10/2019 16h22
EFE William

Com três gols do americano Christian Pulisic e um do brasileiro Willian, o Chelsea venceu o Burnley neste sábado, fora de casa, por 4 a 2, encostando ainda mais no topo da tabela do Inglês, em dia aberto com vitória do Manchester City sobre o Aston Villa por 3 a 0, resultado que recolocou a equipe na vice-liderança do torneio.

Pulisic é agora o segundo jogador da história da Premier League a conseguir um “hat-trick”, feito antes só conseguido pelo compatriota Clint Dempsey quando atuava pelo Fulham.

Com mais uma vitória, o Chelsea chegou a 20 pontos na tabela, empatado com o Leicester, que ontem goleou o Southampton por 9 a 0, e dois pontos atrás do City. O líder do Inglês é o Liverpool, com 25 pontos. O time de Jurgen Klopp enfrenta amanhã o Tottenham.

O show do americano começou aos 22 minutos do primeiro tempo. Em uma jogada individual, Pulisic puxou contra-ataque invadiu a área e finalizou cruzado com precisão, apesar de ter vários adversários no caminho entre a bola e o gol. E ampliou pouco antes do intervalo, em jogada parecida, mas pela direita da área. O chute, desta vez, desviou no meio do caminho e atrapalhou o goleiro Nick Pope.

O terceiro de Pulisic veio já no segundo tempo, aos 11, quando desviou de cabeça cruzamento de Mason Mount. Já Willian fechou a goleada após passe de Tammy Abraham dois minutos mais tarde.

Quando o jogo já estava mais do que decidido, o Chelsea relaxou. Faltando quatro minutos para o fim, Jay Rodríguez diminuiu para o Burnley. Três minutos depois, Dwight McNeil fez o segundo dos donos da casa, que caíram para a 10ª posição, com 12 pontos conquistados.

Na abertura da rodada, o City não teve dificuldades para superar o Aston Villa, por 3 a 0, no Etihad Stadium. Todos os gols do jogo, anotados por Raheem Steerling, Kevin De Bruyne e Ilkay Gundögan, saíram no segundo tempo do duelo.

Também neste sábado, o West Ham só empatou com o Sheffield, uma das revelações da temporada, por 1 a 1. Jogando em Londres, os donos da casa abriram o placar com Robert Snodgrass, aos 44 minutos do primeiro tempo, mas permitiram que Lys Mousset deixasse tudo igual na etapa final.

Apesar do resultado, os dois times, que têm 13 pontos cada, subiram na tabela. O Sheffield pulou para a sétima posição, e o West Ham para o nono lugar. Entre eles está o Bournemouth, que empatou sem gols, fora de casa, contra o Watford, lanterna do Inglês e que sequer conseguiu uma vitória em dez jogos disputados até o momento.

Já o Brighton precisou de um gol contra nos acréscimos para vencer o Everton por 3 a 2.

Pascal Gross colocou os donos da casa na frente do placar no American Express Community Stadium. Cinco minutos depois, Adam Webster, também contra, ajudou o Everton a empatar o jogo.

Com os brasileiros Richarlison e Bernard em campo, os visitantes chegaram a virar duelo aos 29 minutos da etapa final, com gol de Dominic Calvert-Lewin.

O que o Everton não esperava era uma nova reviravolta no placar. Faltando dez minutos para o fim, Neal Maupay igualou em cobrança de pênalti. E, nos acréscimos, Lucas Digne fez contra e deu os três pontos da partida para o Brighton.

A derrota mantém o Everton sob a ameaça do rebaixamento. A equipe caiu para a 16ª colocação, com dez pontos, apenas dois acima do Southampton. Já o Brighton passou o próprio adversário na tabela e agora ocupa o 12º lugar, com 12 pontos conquistados.

*Com informações da EFE