Aécio quer trocar casa de 2,5 mil m² em Brasília por apartamento funcional

  • Por Jovem Pan
  • 20/09/2018 11h58 - Atualizado em 20/09/2018 11h59
Marri Nogueira/Agência SenadoOs apartamentos funcionais do Senado têm entre 250 e 300 metros quadrados

O senador Aécio Neves (PSDB-MG), que tenta uma vaga na Câmara dos Deputados nesta eleição, pretende trocar seu endereço residencial em Brasília. O tucano deve se mudar com a família, no próximo mês, de uma casa de cerca de 2,5 mil metros quadrados no Lago Sul, bairro de classe média alta da capital federal, para um apartamento funcional.

De acordo com a assessoria de imprensa do senador, Aécio decidiu se mudar porque o contrato de aluguel com a empresa dona da casa, a SN Investimentos e Participações Imobiliários, está perto do fim. A assessoria do tucano não informou, entretanto, o valor do aluguel, mas uma casa na mesma região custa, por mês, entre R$ 5 mil e R$ 10 mil por mês. De acordo com o site Metrópoles, de Brasília, Aécio paga R$ 25 mil de aluguel.

O salário bruto do senador é de R$ 33,7 mil mensais, e, com os descontos tributários, ele recebe R$ 22 mil. Conforme dados públicos do Senado, Aécio nunca usou verbas do auxílio-moradia a que tem direito, de R$ 5,5 mil, para custear o aluguel do imóvel.

A casa atual, que fica próxima ao Lago Paranoá, tem um grande jardim e piscina. Logo na entrada, há uma escultura do artista gaúcho Clésius Coser. Já os apartamentos funcionais do Senado têm entre 250 e 300 metros quadrados e os prédios não possuem área de lazer.

Aécio se mudou para a casa no Lago Sul em 2015, quando levou sua mulher e os dois filhos para morar em Brasília. Antes, eles moravam no Rio, e o senador ocupava um dos apartamentos do Senado.

Ao se mudar para o apartamento do Senado, Aécio pode evitar ter de entrar em uma longa fila de espera. Isso porque existem hoje 86 deputados que aguardam por uma vaga. A Câmara dos Deputados e o Senado, no entanto, mantêm um intercâmbio entre si que permite aos parlamentares permanecerem nos imóveis funcionais em que residem mesmo se trocarem de Casa Legislativa.

*Com informações de Estadão Conteúdo