Argentina vai esperar ‘declarações oficiais’ do governo Bolsonaro sobre o Mercosul, diz ministro

  • Por Jovem Pan
  • 29/10/2018 16h06
DivulgaçãoMinistro argentino, Dante Sica, evitou comentar declaração de Paulo Guedes sobre Mercosul

Após o futuro ministro da Fazenda, Paulo Guedes, ter afirmado que o “Mercosul não será prioridade” do governo de Jair Bolsonaro (PSL), o ministro da Produção e Trabalho da Argentina, Dante Sica, afirmou nesta segunda-feira (29) que seu país vai esperar “declarações oficiais” para se posicionar sobre o futuro das relações comerciais com o Brasil.

“Precisamos esperar que os ministros designados assumam seus cargos, comecem a trabalhar, tomem medidas. A partir de seus feitos e atos, vamos começar a trabalhar em conjunto”, declarou. O ministro também afirmou que a sucessão presidencial brasileira não deve alterar a negociação do acordo de livro comércio do Mercosul com a União Europeia, que está em fase final de elaboração após 20 anos de discussões.

Na noite de ontem (28), depois de Bolsonaro vencer matematicamente a disputa com Fernando Haddad (PT), Paulo Guedes disse que vai “comercializar com o mundo, serão mais país”. O economista justificou que seu programa será o controle de gastos. “A gente não está preocupado em agradar”, respondeu ele a uma repórter do jornal argentino Clarín.

*Com informações do Estadão Conteúdo