General Mourão rebate críticas: ‘não sei por que sou antidemocrático’

  • Por Jovem Pan
  • 15/09/2018 10h52
Renato S. Cerqueira/Estadão ConteúdoVice também negou que esteja tentando substituir Bolsonaro à frente da candidatura

O general Hamilton Mourão (PRTB), candidato a vice na chapa presidencial de Jair Bolsonaro (PSL), rebateu as críticas que recebido desde que afirmou que defende uma Constituição não elaborada por pessoas eleitas. Para ele, seu posicionamento não é “antidemocrático”, como tem sido acusado.

“Não sei por que eu sou antidemocrático. Mas, tudo bem, deixa pra lá. É um carimbo que querem colocar em mim, que eu rejeito (…). Se eu fosse antidemocrático, não estaria participando de uma eleição. Estaria limpando as armas e aguardando o momento”, disse.

“Seria muito bom que pudéssemos trocar a Constituição de 88. Mas todo mundo sabe muito bem que o presidente da República, por si só, não tem esse poder. As pessoas têm de ter consciência disso. O pessoal não gosta, acha um absurdo, mas eu tenho direito de externar a minha opinião”, completou.

Algumas declarações recentes do general não foram bem recebidas nem mesmo por parte dos integrantes de sua campanha, que o acusam de querer substituir Bolsonaro na candidatura. “O pessoal dispara tiro pra tudo que é lado (…). Eu estou fazendo minha parte. Como eu vou tomar o lugar dele? O candidato é ele”, respondeu.

*Com informações do Estadão Conteúdo