‘Estou tranquilo’, diz Pyong Lee sobre acusações de assédio no BBB 20

  • Por Jovem Pan
  • 07/04/2020 17h44
Reprodução/GloboPyong Lee é acusado de ter cometido assédio sexual no BBB 20

O youtuber Pyong Lee disse estar tranquilo em relação às acusações de ter cometido assédio sexual no BBB 20. Ele está sendo investigado pela Polícia Civil do Rio e deve depor sobre o assunto nos próximos dias.

“Vamos ao Rio assim que eles [investigadores] solicitarem. Realmente atrasou por causa do coronavírus. A gente vai comparecer para que eu fale tudo o que precisar. Estou tranquilo em relação a isso”, disse Pyong em entrevista à coluna de Patrícia Kogut no jornal O Globo.

No reality show, o hipnólogo tentou beijar Marcela e ainda passou a mão no bumbum de Flayslane. Tudo aconteceu durante uma festa, e ele alegou estar bêbado. Ainda dentro do programa, a produção repreendeu o mágico, mas não o expulsou – ele só foi eliminado após ir para um paredão.

Casado e pai de um menino recém-nascido, Pyong admitiu que ficou com medo da reação da esposa, Sammy, ao que aconteceu. “Óbvio que ela ficou chateada, magoada. Ela tinha toda razão para isso, porém eu cheguei de coração aberto para ouvir tudo o que ela tinha para falar”, contou. “Cheguei querendo ouvi-la para entender como ela sentiu, o que aconteceu. E pedi perdão, disposto a me esforçar para mudar e melhorar”, afirmou o youtuber.

Assim como Petrix Barbosa, o primeiro eliminado do BBB 20, Pyong Lee é investigado pela Delegacia Especial de Atendimento à Mulher, mas ainda não tem data para depor.