Teve Covid-19, não apoia vacinas e Trump: O resumo da polêmica entrevista de Kanye West

Rapper reafirmou intenção de concorrer à presidência dos EUA e citou Wakanda como modelo para o país, caso seja eleito

  • Por Jovem Pan
  • 08/07/2020 13h34 - Atualizado em 08/07/2020 13h45
ReproduçãoKanye West causou polêmica com entrevista a Forbes publicada nesta quarta-feira (8)

Kanye West deu um polêmica entrevista para a revista Forbes reiterando sua intenção de concorrer à presidência dos Estados Unidos em 2020. Apesar de não poder mais se candidatar em seis estados, o rapper afirmou que conta com o apoio do bilionário Elon Musk e de sua esposa, Kim Kardashian.

A publicação desta quarta-feira (8) gerou alvoroço nas redes sociais, entre outros pontos, por West revelar que teve Covid-19 em fevereiro deste ano; por dizer que não confia em vacinas, pois seriam “a marca da besta”; retirar o apoio a Donald Trump e se posicionar contra o aborto.

Veja abaixo os principais pontos da entrevista.

Covid-19

Kanye West revelou que teve Covid-19 em fevereiro deste ano e descreveu os sintomas: “Tive calafrios, tremedeira na cama, tomei banho quente, vi vídeos que me diziam o que fazer para superar aquilo. Lembro que alguém me disse que Drake tinha o coronavírus e minha resposta foi que Drake não pode estar mais doente do que eu!” (risos)

Vice misterioso

Com o apoio de Elon Musk e a “revelação” de que deveria concorrer à presidência dos EUA durante um banho, Kanye West disse que já escolheu o seu vice-candidato, mas ainda não revela a identidade do colega.

Sem relações com Trump

“Estou tirando o boné vermelho com essa entrevista”, afirmou o rapper se referindo ao Partido Republicano. “Eu concorreria como republicano se Trump não estivesse lá. Vou concorrer como independente se Trump estiver”, completou.

‘A marca da besta’

“Muitas de nossas crianças estão sendo vacinadas e ficando paralíticas. Então, quando dizem que a maneira que iremos curar a Covid é com vacina, eu fico extremamente cauteloso. Essa é a marca da besta. Eles querem por chips dentro de nós, querem fazer vários tipos de coisas para que nós não cruzemos os portões do céu”, declarou West sobre ser contrário a vacinas.

‘Pró-vida’

Protestante, o rapper, que no ano passado lançou dois álbuns religiosos, se posicionou contra o aborto. “Sou pró-vida porque estou seguindo a palavra da Bíblia.”

Política de Wakanda

Kanye West citou Wakanda, país africano fictício do filme “Pantera Negra”, para exemplificar o quer fazer nos Estados Unidos caso seja eleito. “Como no filme, em Wakanda, quando o rei foi visitar a cientista que fez os sapatos envolverem seus pés. Apenas a quantidade de inovação que pode acontecer, a quantidade de inovação na medicina — como as grandes empresas farmacêuticas — vamos trabalhar, inovar, juntos.”