Sthe Matos tem alta e fala de conclusão dos médicos após ter sangramento no cérebro

Ex-Fazenda contou em detalhes o que sentiu até ser internada e o que seus exames indicaram

  • Por Jovem Pan
  • 24/03/2022 11h04
Reprodução/Instagram/sthefanematos Sthe Matos no hospital deitada em uma maca Sthe Matos foi internada após tomografia indicar sangramento no cérebro

Sthe Matos, ex-participante de “A Fazenda 13”, recebeu alta na última quarta-feira, 23. Ela estava internada na UTI após uma tomografia indicar um sangramento no seu cérebro. Já em casa, a influenciadora gravou um vídeo explicando o que aconteceu e a conclusão que os médicos tiveram ao analisarem seus exames. “Há uns cinco dias comecei a me sentir muito mal, aparentemente um quadro viral. Senti dor de cabeça, mas nada forte, dores no corpo, tive um dia de febre, garganta inflamada e muita tosse”, contou Sthe em seu canal no YouTube. Quando apareceram os primeiros sintomas, ela estava em Maceió e, ao pegar um voo para Salvador, passou mal e saiu da aeronave direto para o hospital. “Disseram que não era nada sério, foi medicada e liberada.” A ex-Fazenda também fez o teste de Covid-19 e aguardou o resultado em casa.

“Continuei com as mesmas dores, me receitaram uns remédios e fiquei no meu quarto isolada porque estava com suspeita de Covid. Recebi o resultado negativo e fiquei dois dias ruim demais, mas achava que era provavelmente algo viral. No segundo dia, comecei a sentir dor de cabeça, algo surreal que nunca senti na minha vida, era muito forte, não conseguia abrir o olho porque a claridade estava me incomodando”, disse. Sthe estava com algumas amigas quando a dor se intensificou e ela não suportou. “Comecei a ter muita confusão mental, elas me perguntavam as coisas e eu não conseguia responder. Depois disso, só lembro de flashes e de eu acordando no hospital.”

Considerando os sintomas apresentados pela influenciadora, os médicos decidiram pedir a tomografia e o resultado indicou um foco de sangramento. “Na hora, foi um susto terrível, principalmente porque a dor de cabeça foi algo fora do comum e porque fiquei confusa”, pontuou. “No mesmo dia, foi retirado o líquido da coluna para examinar e, no dia seguinte, fiz a ressonância magnética. Com esses exames, o médico descartou a hipótese de sangramento, AVC, tumor ou meningite, que eram possibilidades. Provavelmente, esse sangramento veio devido ao meu quadro viral e respiratório, fiquei uns cinco dias com a garganta ruim, então talvez em algum momento de tosse ou mal estar eu possa ter forçado as veias, as artérias, e ter impulsionado esse pequeno sangramento.” Mesmo de alta, ela terá que repousar e continuar tomando alguns medicamentos enquanto aguarda o resultado de um último exame.