Xuxa lançará livro para crianças com conteúdo LGBT e vegano

Apresentadora diz que projeto abordará temática LGBT de maneira lúdica para crianças entenderem que ‘amor é mais importante do que qualquer coisa’

  • Por Jovem Pan
  • 24/07/2020 11h52
Reprodução/InstagramXuxa revelou novidade durante live com Otaviano Costa nesta semana

A Rainha dos Baixinhos contará a história da pequena Maia, uma menina “arco-íris”, que tem duas mães. A proposta é abordar o conteúdo LGBT com as crianças. “Fiz esse livro pensando em tudo o que a gente está passando, tanto preconceito, tanta discriminação, tanta gente julgando as pessoas pelas suas escolhas, condições ou vontades. Aí eu tentei colocar de maneira lúdica, bonita, para que as crianças possam entender que o amor é mais importante do que qualquer coisa”, afirmou Xuxa em live com Otaviano Costa, no UOL.

Ainda não foi divulgada data do lançamento do livro, que deve ter o selo da Editora Globo. Nas redes sociais, Xuxa foi alvo de aplausos e críticas pela publicação. “Deixe nossas crianças em paz”, escreveu uma internauta. Outros defenderam a iniciativa: “Se Jesus voltasse agora, ele estaria muito triste com vários daqueles que se dizem cristãos. Viva o amor, tenha ele qualquer forma”.

No Instagram, Xuxa decidiu compartilhar um texto enviado ao companheiro, Juno. “Olha que lindo o texto que o Ju recebeu de uma seguidora. Serve bem para a polêmica do livro que escrevi e que ainda nem saiu”, disse.

O texto fala sobre a importância de perceber que a culpa pode ser uma verdadeira inimiga daqueles que querem liberdade para viver sua orientação sexual. “Eu acredito na cura gay. Sabe quando ela ocorre? Quando, como vi hoje em um post, o pai pede que o filho dê um beijo no namorado para ele tirar uma foto. Também ocorre quando o neto pergunta para a avó: ‘O que a senhora faria se eu trouxesse meu namorado aqui na sua casa?’ E a avó responde: ‘Café.’, diz trecho do texto atribuído a Renata Cortezac.

Na live, Xuxa também comentou que apresentará o mundo vegano aos pequenos. “A importância da criança olhar para o bichinho e não ser aquela coisa específica ‘eu gosto de cachorro e gato, mas não tô nem aí para a vaca, para a galinha ou para o peixinho’. E aí também botei dessa maneira e acho que eu vou conseguir chegar onde eu quero”, concluiu.

View this post on Instagram

Olha que lindo o texto que o Ju recebeu de uma seguidora, serve bem para a polêmica do livro que escrevi e que ainda nem saiu…. 🌈🌈 Eu acredito na cura gay. Sabe quando ela ocorre? Quando, como vi hoje em um post, o pai pede que o filho dê um beijo no namorado para ele tirar uma foto. Também ocorre quando o neto pergunta para a avó: “O que a senhora faria se eu trouxesse meu namorado aqui na sua casa?” E a avó responde: “Café.” Ou quando alguém pergunta a uma criança: “O que você acha de um homem se casar com outro homem ou de uma mulher se casar com outra mulher?” e a menininha pergunta: “Vai ter bolo?” A cura ocorre, quando a culpa desaparece, quando a pessoa deixa de se sentir errada, quando consegue ser feliz sem medo, sem pensar em doença, ou pecado. A cura vem quando se tira o peso das costas, quando não se percebe como o estranho no ninho, quando a pessoa se sente amada. Desse processo de cura precisamos todos nós. Precisamos nos assumir. Todos nós. Gordinhos, baixinhos, magrinhos. E o que é mais legal é que quando eu deixo o outro ser do jeito que que ele quer ser, o mundo fica mais fácil para eu ser do jeito que eu quero ser. Esse debate é muito importante, pois, como disse um amigo, mostra quanta gente faz parte de um círculo de amor, de pessoas do bem! Aliás, psicólogos são as pessoas indicadas para ajudar a resolver questões mal resolvidas, uma delas é “Por que a felicidade dos outros incomoda tanto?” ou “Por que ver pessoas bem resolvidas tira tanto o sossego?” Aí sim, tem muita gente precisando de ajuda. (Texto de @renatacortezac )

A post shared by Xuxa Meneghel (@xuxamenegheloficial) on

*Com Estadão Conteúdo