“Fico com quem eu quiser, sejam homens ou mulheres”, diz Jesuíta Barbosa

  • Por Jovem Pan
  • 06/08/2017 12h49
Atualmente, artista se prepara para a estreia de "Malasartes e o Duelo com a Morte"

O pernambucano Jesuíta Barbosa se iniciou nas artes cênicas discretamente em pequenos grupos de teatro do Ceará. Mas viu sua carreira estourar após estrear no cinema nos elogiadíssimos Serra Pelada e Tatuagem, ambos de 2013. Suas atuações chamaram a atenção da TV Globo e, no ano seguinte, a emissora o levou também para as telinhas. Amores Roubados, O Rebu, Ligações Perigosas e Justiça são algumas das produções que participou. Nesta semana, o ator deu uma entrevista à Veja em que comentou essa rápida ascensão, disse que não gosta de falar de sua intimidade e deu suas opiniões sobre a sexualidade.

“Podemos falar sobre sexualidade, mas não sobre relacionamento. A intimidade de cada um não precisa ser colocada à tona. Tem pessoas que colocam a vida pessoal em função de algo e eu acho isso muito bonito, mas falar da minha família ou com quem eu estou, não. Sou livre e fico com quem eu quiser – sejam homens ou mulheres. Prefiro não me bloquear. A ideia de sexualidade é um pouco deturpada. Sou um ser humano que pode acessar diversos lugares. Há artistas como (a cantora) MC Linn da Quebrada que trazem um rompimento do padrão estabelecido de sexualidade. Não é gay, não é hétero. É um ser humano”, declarou.

Atualmente, Jesuíta se prepara para a estreia de Malasartes e o Duelo com a Morte, filme em que interpretou seu primeiro protagonista nos cinemas. A comédia gira em torno de Malasartes, seu personagem, que, segundo a sinopse, “vive de pequenas trapaças”. Isis Valverde, Julio Andrade, Leandro Hassum e Vera Holtz também estão no elenco.