Coronavírus: Executivos da Disney terão cortes salariais de até 100% durante pandemia

  • Por Jovem Pan
  • 31/03/2020 12h15
Reprodução/InstagramParques da Disney estão fechados por tempo indeterminado

A Disney informou na segunda-feira (30) que executivos do alto-escalão terão cortes salariais para minimizar os impactos econômicos da empresa durante a pandemia de coronavírus. Além de adiar lançamentos de filmes, a Disney fechou seus parques por tempo indeterminado.

Bob Iger, ex-CEO e atual presidente do conselho de administração da empresa, abrirá mão de 100% de seu salário a partir de abril. Segundo o The Hollywood Reporter, Iger conta com um salário de US$ 3 milhões e, em 2019, recebeu um total de US$ 47,5 milhões.

O novo CEO, Bob Chapek, também anunciou a redução de seu salário em 50%. Vice-presidentes de diversos setores da empresa terão cortes de 20% a 30%.

A Disney ainda não prevê a retomada dos trabalhos normalmente, tanto em estúdios quanto para os parques da companhia.

“Enquanto navegamos por essas águas desconhecidas, estamos pedindo a colaboração de vocês e, como sempre, você está enfrentando o desafio e agradecemos seu apoio. Sua dedicação e resiliência durante esse período difícil são verdadeiramente inspiradoras, e isso me dá uma confiança renovada de que passaremos por essa crise ainda mais fortes do que antes”, diz Chapek em comunicado ao funcionários da empresa publicado pelo THR.