Florinda Meza diz que ‘Chaves’ fora do ar ‘golpeia memória’ de Bolaños

Viúva do criador da série criticou decisão que proíbe emissoras da América Latina, incluindo o SBT, de exibirem ‘Chaves’, ‘Chapolin’ e ‘Chespirito’

  • Por Jovem Pan
  • 02/08/2020 20h04
ReproduçãoFlorinda Meza é a eterna Dona Florinda do seriado que foi exibido por 36 anos no Brasil

Florinda Meza, a atriz que deu vida à Dona Florinda de “Chaves” e foi casada com Roberto Gomes Bolaños, criador do personagem, falou sobre a polêmica com os direitos de transmissão do seriado no Brasil e outros países da América Latina. Na sexta-feira (31), o SBT informou que não tinha mais autorização para exibir “Chaves”, assim como “Chapolin” e “Chespirito”, após mais de 30 anos de parceria com Televisa, a emissora original dos programas mexicanos.

“O que eu acho do programa ‘Chespirito’ [englobando todas as produções de Bolaños) sem transmissão? Embora eu não tenha nada a ver com isso porque inexplicavelmente não fui convocada para as negociações, acho que agora, quando o mundo precisa de mais diversão, isso se torna uma agressão a todas as pessoas”, escreveu Florinda no Twitter no sábado (1º). “Além disso, isso vai contra seus próprios interesses comerciais porque, neste momento, queremos ver tudo o que nos lembra um mundo melhor. ‘Chespirito’ já é um programa cultuado. Faz parte do DNA dos latinos, nós o carregamos na memória genética. Pretender eliminá-lo é um movimento pouco inteligente”, completou.

A atriz ainda disse que “pela primeira vez” encontrou um motivo para dizer “o quão bom” é Bolaños não estar vivo. O criador de “Chaves” morreu em 2014, aos 85 anos. “É triste ver como em sua própria casa, que deu milhões de dólares, é onde se é menos valorizado. Eu nunca pensei que isso poderia acontecer, mas pela primeira vez eu encontrei um motivo para dizer o quão bom meu Roberto não estar nesse mundo! Esse ato incompreensível golpeia sua memória e o que ele mais respeitava: o público”, afirmou a Florinda.