‘Democracia em Vertigem’ marca retorno do Brasil ao Oscar após três anos

  • Por Jovem Pan
  • 13/01/2020 12h22 - Atualizado em 14/01/2020 07h57
ReproduçãoDocumentário de Petra Costa produzido pela Netflix foi indicado a Melhor Documentário

A produção brasileira “Democracia em Vertigem” foi indicada ao Oscar 2020 na categoria Melhor Documentário. O filme, dirigido por Petra Costa, retrata a polarização política do Brasil e o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

A nomeação marca o retorno do país à maior premiação do cinema americano após três anos. A última indicação do Brasil foi em 2016, com a animação “O Menino e o Mundo”, de Alê Abreu.

“Dois Papas”, do diretor brasileiro Fernando Meirelles, também marcou presença nos indicados ao Oscar. A produção foi nomeado para Melhor Roteiro Adaptado e de Ator Coadjuvante, com Antonhy Hopkins.

“Democracia em Vertigem” teve sua estreia mundial em Sundance, em janeiro do ano passado, e depois disso percorreu um importante circuito de festivais ganhando muitos elogios. Em diferentes países, Petra ouviu gente lhe dizer que não havia feito um filme só sobre o Brasil e que a obra dela captava um momento crítico da história do mundo.

“O projeto foi crescendo na minha cabeça. Era preciso voltar à rua, seguir o processo no Congresso, documentar o que estava se passando no País. Só que para isso tive de voltar às greves do ABC. E, filmando os acontecimentos, dei-me conta do isolamento no Planalto Central. Voltei a Juscelino (Kubitschek) e à construção de Brasília. E, nem assim, o filme me parecia completo. Veio o novo processo eleitoral, a candidatura de (Jair) Bolsonaro”, disse ela ao jornal O Estado de S. Paulo durante o lançamento do longa-metragem.

*Com Estadão Conteúdo