Repórter da Globo faz peregrinação após perder 6 familiares para a Covid-19

Maurício Ferraz falou dos desafios de encarar uma caminhada de 421 km rumo a Aparecida do Norte

  • Por Jovem Pan
  • 12/07/2021 14h17 - Atualizado em 12/07/2021 16h01
Reprodução/Instagram/mauricio_ferraz_rep/12.07.2021Maurício Ferraz está fazendo uma peregrinação até o Santuário de Aparecida do Norte

O repórter investigativo da Globo Maurício Ferraz está aproveitando suas férias para fazer uma peregrinação de 421 km rumo ao Santuário de Aparecida do Norte, no interior de São Paulo. Conhecido como Caminho da Fé, o percurso começa no município de Tambaú e, por dia, o jornalista caminha cerca de 30 km junto com dois amigos. Em entrevista ao “Mais Você” desta segunda-feira, 12, Maurício explicou por que decidiu encarar essa longa caminhada até a maior basílica do Brasil. “Estamos passando momentos complicados, perdi seis familiares para a Covid-19. Senti que precisava refletir, desconectar. Já percorremos 210 km, estamos na estrada há 10 dias. Vamos chegar em Aparecida no dia 20”, explicou.

Para completar o percurso, o repórter está seguindo uma rotina rígida. Ele e os amigos acordam às 5h, tomam café da manhã e começam a caminhada, que costuma durar até umas 15h30. O grupo evita almoçar para não sentir moleza e carrega apenas uma mochila com itens básicos como água, algumas peças de roupas e produtos de higiene. Por volta das 19h, eles param para dormir e repor as energias. O repórter já perdeu quatro quilos nesses 10 primeiros dias de peregrinação. “São cerca de oito horas de caminhada por dia e os pés sentem. São muitas bolhas. Carregamos até agulha para furá-las à noite. As unhas vão caindo. Mas tudo é válido. O caminho é mágico e aqui somos todos iguais, todos peregrinos”, afirmou o jornalista.