Vídeo de Jesse Williams nu na Broadway revolta colega de elenco e sindicato considera ‘assédio sexual’

Jesse Tyler Ferguson, estrela de ‘Modern Family’, disse que ficou ‘chocado com o desrespeito’ e produtora da peça declarou que gravação ‘pode ter graves consequências legais’

  • Por Jovem Pan
  • 11/05/2022 11h05
Divulgação/Joan Marcus Jesse Williams Jesse Williams estrela o espetáculo da Broadway 'Take Me Out'

A cena de nudez protagonizada pelo ator Jesse Williams no espetáculo da Broadway “Take Me Out” foi gravada sem autorização e viralizou nas redes sociais no mesmo dia em que o artista foi indicado ao Tony Awards, o Oscar do teatro americano. Na peça de Richard Greenberg, o galã de “Grey’s Anatomy” interpreta um jogador de baseball que se assume gay. Boa parte do espetáculo é ambientado em um vestiário e os atores ficam totalmente nus durante uma cena em que estão tomando banho. A repercussão das imagens de Jesse pelado foi tanta que a Actors’ Equity Association, sindicato americano que representa os atores de teatro, soltou uma nota de repúdio divulgada pela People. “Condenamos nos termos mais fortes possíveis a criação e distribuição de fotografias e vídeos de nossos membros durante uma cena de nudez. Como atores, concordamos regularmente em ser vulneráveis ​​no palco para contar histórias difíceis e desafiadoras. Isso não significa que concordamos em ter esses momentos vulneráveis ​​amplamente compartilhados por qualquer pessoa que queira colocar um dispositivo de gravação no teatro”, afirmou Kate Shindle, presidente do sindicato. 

A nota destaca que a pessoa que filmou Jesse, de 40 anos, e os outros atores que estão com ele em cena fez isso “sem consentimento”, algo que “viola explicitamente a proibição do teatro de gravação e distribuição”. Vale ressaltar que os celulares de todos os espectadores são lacrados dentro de um estojo antes do espetáculo começar, justamente para evitar esse tipo de vazamento. “Em cada apresentação, há um entendimento mútuo entre o público e os artistas de que estamos compartilhando uma experiência limitada a este tempo e lugar; essa confiança possibilita que sejamos expostos emocional e fisicamente”, continuou o comunicado, que classificou essa atitude como um caso de “assédio sexual e uma terrível violação de consentimento”. “Isso impede nossa capacidade coletiva de contar histórias com ousadia e bravura”, finalizou.

A Second Stage Theatre, produtora da peça, também se manifestou: “Estamos chocados que a política [que impede gravações da peça] tenha sido violada e imagens não autorizadas de nossa companhia de atuação tenham sido postadas. É profundamente lamentável que um membro da plateia tenha escolhido desrespeitar a produção, seus colegas da plateia e, mais importante, o elenco dessa maneira. Tirar fotos de qualquer pessoa nua sem seu consentimento é altamente censurável e pode ter graves consequências legais”. A produtora disse que está trabalhando para remover as postagens das redes sociais e solicitou que as fotos de Jesse nu não sejam compartilhadas.

O ator Jesse Tyler Ferguson, que também está no elenco do espetáculo da Broadway, disse que ficou “chocado com o desrespeito” de quem fez a gravação e a divulgou nas redes sociais. “Nossa vulnerabilidade no palco todas as noites é crucial para ‘Take Me Out’. Quem aplaude ou banaliza esse comportamento não tem lugar no teatro, que sempre foi um espaço seguro para artistas e espectadores. E, sinceramente, se nudez é o que você está procurando… você terá uma noite longa e chata. Essa é uma peça desafiadora de 2 horas e meia com grandes ideias, linguagem bonita e atuação notável de uma companhia de 11 atores que você também terá que assistir. Você ficará entediado. Confie”, escreveu o intérprete de Mitchell Pritchett em “Modern Family”, no Twitter.