Após escândalo, CBF retira nome de Marin de sua sede no Rio de Janeiro

  • Por Jovem Pan
  • 28/05/2015 09h10
Prédio da CBF foi batizado com o nome do ex-presidente José Maria Marin

Após prisão do ex-presidente José Maria Marin, envolvido no escândalo de corrupção que prendeu sete dirigentes da FIFA na Suíça, na última quarta-feira (27), a CBF tenta se distanciar da imagem do ex-cartola. Depois de comunicar o afastamento de Marin do cargo que ainda tinha dentro da entidade (vice-presidente), a Confederação Brasileira retirou o nome do dirigente do prédio de sua sede, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

A sede da CBF amanheceu sem o letreiro com o nome José Maria Marin, que batizava o prédio da entidade. Detido na Suíça, Marin pode ser extraditado para os Estados Unidos, onde responderá ao processo por crimes como lavagem de dinheiro.

Após a prisão do cartola, o ex-jogador Alex, líder do Bom Senso, se manifestou em seu Instagram sugerindo que a CBF retirasse o nome de Marin de seu prédio: “o prédio da linda sede da CBF no Rio de Janeiro se chamar JOSÉ MARIA MARIN é piada de péssimo gosto. Façam homenagem a quem fez algo pelo nosso futebol”, escreveu o ex-camisa 10.