Com lesão muscular, Rojo desfalca Argentina na estreia das Eliminatórias

  • Por Agência EFE
  • 06/10/2015 07h34
***FOTO EMBARGADA PARA VEÍCULOS INTERNACIONAIS*** O jogador argentino, Marcos Rojo, durante a partida entre Argentina e Holanda, jogo válido pelas semifinais da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014, na Arena Corinthians, zona leste de São Paulo (SP). A Argentina venceu nos pênaltis por 4x2. (São Paulo, SP, 09.07.2014. Foto: Piervi Fonseca/Agif/Folhapress)Lateral titular da Argentina na Copa do Mundo

O lateral-esquerdo Marcos Rojo, do Manchester United, vai desfalcar a Argentina nas partidas contra Equador e Paraguai, válidas pelas duas primeiras rodadas das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, informou nesta segunda-feira a Associação de Futebol da Argentina (AFA).

“Marcos Rojo não fará parte da relação para a estreia nas Eliminatórias já que se encontra na fase final da recuperação de uma lesão de grau um no músculo posterior da coxa direita”, informou a AFA através de seu site.

“Louis van Gaal, técnico do Manchester United, entrou em contato ontem (domingo) à tarde com o treinador da seleção, Gerardo Martino, para explicar a conveniência de o defensor finalizar sua recuperação no clube, situação que foi entendida por Martino”, explica o texto.

O problema muscular de Rojo estende a lista de problemas de Martino. Também por lesão, ficarão de fora do início das Eliminatórias: Lionel Messi, Éver Banega, Fernando Gago e Enzo Pérez.

Grande desfalque da Argentina contra Equador e Paraguai, Messi poderá ficar de fora dos duelos diante de Brasil e Equador, em novembro. O atacante do Barcelona sofreu uma lesão nos ligamentos do joelho esquerdo no fim de setembro e precisa de até oito semanas para se recuperar totalmente do problema.

Já Pérez sofreu uma “lesão muscular grau 2 na panturrilha direita”, conforme informou o Valencia na semana passada. Banega, do Sevilla, teve uma entorse e ficará de três a quatro semanas longe dos gramados. Além deles, Gago, do Boca Juniors, rompeu o tendão de Aquilles do tornozelo esquerdo e precisará de cinco meses para voltar a jogar.