Alisson diz que respondeu a críticas e tenta esquecer possível saída da Roma

  • Por Jovem Pan
  • 12/06/2018 09h11
Pedro Martins/Mowa PressAlisson comentou que está feliz na Roma

Titular absoluto da Seleção Brasileira, Alisson acredita que já respondeu a críticas e desconfianças que existiam sobre ele. O goleiro se destacou no Brasil, na Roma e virou alvo de outros times europeus. Mas no momento ele tenta esquecer a possível transferência e focar na Copa do Mundo.

Desde que Tite assumiu a Seleção Brasileira, o time sofreu apenas 5 gols em 21 jogos. Esse é o principal argumento usado por Alisson para dizer que já superou as dúvidas que eram levantadas sobre ele, mas as boas atuações na Roma também foram lembradas.

“Tive momentos difíceis, mas superei. Alguns questionamentos foram feitos com razão, outros nem tanto. Mas sempre respeitei, e minha maneira de responder foi dentro de campo. Minha temporada mostrou isso. Não só meus jogos na Seleção. Nossos números defensivos são muito bons. Minha temporada na Roma também demonstrou meu potencial, mas não quero parar por aqui. Você tem que estar sempre provando. Temos que demonstrar mais do que nunca para, se Deus quiser, sair com esse título daqui”.

Sobre a transferência, Alisson brincou com os jornalistas: “vocês estão ansiosos também né”. Depois prometeu que essa negociação não vai interferir na preparação para Copa: “procuro não ler tantas notícias, acredito que isso ajuda também. Trabalhar com aquilo que tem de real, e nesse momento não chegou nada oficial. Meu foco está aqui, tenho contrato com a Roma. Estou muito feliz no futebol italiano, principalmente feliz em estar representando a Seleção, vivendo sonho de infância e trabalhando bem forte para conquistar essa Copa”.

Alisson também elogiou o treino aberto que a Seleção Brasileira fez nesta terça-feira (12), mas disse que muitas vezes é necessário fechar as atividades: “acredito que as duas situações são válidas. Hoje era um dia de treino aberto, a gente também gosta de sentir o carinho do torcedor, de poder retribuir esse carinho. Mas, para nossa concentração, é importante ter treino fechado, trabalhar alguma jogada diferente, para surpreender nossos adversários”.