Albert Einstein é notificado pelo Procon-SP por falhas nos exames do Goiás

Esta é a segunda vez que o órgão aciona o hospital; primeira foi após a falha com testes do Bragantino

  • Por Jovem Pan
  • 12/08/2020 18h53 - Atualizado em 12/08/2020 21h41
CARLOS COSTA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOJogo entre Goiás x São Paulo, no último domingo, foi adiado

O Procon-SP informou nesta quarta-feira que, pela segunda vez em apenas uma semana, notificou o Hospital Albert Einstein por causa das falhas nos resultados dos exames de covid-19 RT-PCR realizados nos jogadores do Goiás. O hospital terá 72 horas para responder.

No último domingo, a partida entre Goiás x São Paulo teve que ser adiada após problemas com os exames. O Goiás afirmou que estava realizando cerca de 70 testes por semana em jogadores, comissão técnica e funcionários. Os exames feitos no dia 6, porém, no Einstein, foram invalidados pela CBF e uma nova rodada foi realizada. Os resultados – com 10 atletas positivos, sendo oito deles titulares – só foram apresentados na manhã de domingo, não respeitando, portanto, o período de 24h de antecedência para informar os resultados. O clube esmeraldino, então, decidiu realizar por conta própria uma nova bateria de exames nos jogadores contaminados.

No semana passada, o Albert Einstein já havia sido acionado pelo mesmo problema, desta vez com os testes aplicados nos atletas do Bragantino antes da partida válida pelas quartas de final do Paulistão, contra o Corinthians. Na ocasião, resultados de testes de jogadores e membros da comissão técnica deram positivo, afastando-os da preparação para a partida decisiva por um dia. Eles foram submetidos a novos exames, e souberam a poucas horas do jogo que poderiam atuar.

O hospital alegou que o problema estava no reagente utilizado, e reafirmou que não havia possibilidade das falhas acontecerem novamente, já que interrompeu o uso do composto químico. Cerca de 3,5 testes para covid-19 foram realizados com tal reagente, desses, 521 tiveram resultado positivo e 182 foram submetidos a novos exames.

Em nota, o hospital Albert Einstein confirmou que recebeu a notificação do Procon-SP, respondeu e agora aguarda a análise e resposta do órgão.