Com uma vitória em 13 jogos, Borussia Dortmund demite técnico Peter Bosz

  • Por Estadão Conteúdo
  • 10/12/2017 11h16
EFEPeter Bosz foi demitido após sequência negativa no clube alemão

Com uma sequência negativa de jogos na temporada europeia, a diretoria do Borussia Dortmund decidiu trocar o comando técnico da equipe alemã antes do fim do ano. Neste domingo, o clube demitiu Peter Bosz e anunciou a contratação de Peter Stöger, ex-treinador do Colonia.

Peter Bosz foi contratado em junho deste ano, mas não vinha agradando à diretoria. No sábado, o treinador completou a marca de apenas uma vitória em 13 jogos disputados. A gota d’água foi a derrota para o Werder Bremen, ameaçado de rebaixamento, pelo placar de 2 a 1, diante de sua torcida, em rodada do Campeonato Alemão.

Antes desta série, o Borussia chegou a exibir uma sequência de 41 jogos sem derrota em casa. Mas desde a derrota para o RB Leipzig, no dia 14 de outubro, já foram mais dois revezes e um empate em seu estádio. A igualdade teve sabor de derrota porque o time de Dortmund vencia por 4 a 0 antes de ceder o empate.

“Decidimos pela saída numa reunião realizada ontem [sábado] à noite com Peter Bosz. Conversamos com ele e decidimos que ele estava saindo com efeito imediato”, declarou Hans Joachim Watzke, diretor executivo do clube.

Diante dos últimos resultados, o Borussia caiu para o sétimo lugar, fora da zona de classificação para os torneios europeus. Tem apenas 22 pontos, contra 35 do líder Bayern de Munique. Na Liga dos Campeões, o time alemão foi eliminado logo na fase de grupos, encerrada na semana passada.

Para o lugar de Peter Bosz, o clube já anunciou o nome de Peter Stöger, que havia sido demitido do comando do Colonia no domingo passado. Curiosamente, o treinador deixou o clube porque não conseguiu vencer nenhum dos primeiros 14 jogos da equipe no Campeonato Alemão. O Colonia é o lanterna da competição.